notícias dezembro de 2017

1. desde julho uns livros sobre bataille não me chegam. há uma mensagem específica no bookdepository: “if you are ordering from brazil…“. ah, curitiba, curitiba, lar da receita federal.
 
2. finalmente o brasil mostrou que não é necessário monarcas. cervejeiros e banqueiros bastam. o 1% é nosso. depois da pesquisa que dizia que trabalhadores de fábrica chinesas ganhavam em média melhor que aqui, era essa a próxima mesmo. orgulho nacional.
 
3. no final era hitler. sempre ele. mas ele se travestia de pura energia, aparecendo como um samurai mágico. suas estátuas canhão indianas, na forma de mulheres buda de ouro, acordaram para a individualidade. bastou um “cogito ergo sum” para que elas começassem a destruir uma às outras, pois compartilhavam o mesmo programa e assim queriam ser cada uma, individualmente, única. descartes e a destruição que resulta na manutenção da paz no universo. (ep 39 de “space adventure cobra“).
 
4. o fim da neutralidade da internet é um daqueles assuntos em que eu sinto que devo comentar sobre. mas comentar o que? nunca vi um único usuário ser a favor de ser sacaneado e ter menos acesso, além de sentir se na mão de uns imbecis cheios da grana.
 
5, assim é. um bar fecha a rua com ajuda da polícia militar vira e mexe. os motoristas nunca sabem e de qualquer forma tem de pegar os passageiros e depois dar ré. a rota é tortuosa, e às vezes erra-se a curva. há sempre resmungos. no ponto, a 3 anos o teto rachou e desde então vai se deteriorando. as pessoas olham pra cima preocupadas, se e se escondem do sol do outro lado da rua. e resmungam. quando o ônibus para fora do ponto, em uma chuva do tipo “inunda rua”, a mulher grita ao motorista pra aproximar da calçada. ele finge que não ouviu. espera ela descer, só que ela não desce, então ele vai pro próximo ponto e para igualmente na rua. ela vai ficar imensamente encharcada. é uma senhora já idosa. a opinião se divide. mas ela quer o quê também, isso não é um taxi. às vezes eu acho tudo isso ofensivo. às vezes eu intervenho, vou até o motorista, argumento com os passageiros, ligo pra bhtrans pelo ponto. felizmente, há ainda antropologia. mas é cansativo.
 
6. domingo em belo horizonte e eu, por indocrinação paulista, procuro em vão uma cafeteria aberta. não há. não porque eu esteja em bairros afastados. não estou. a realidade vence a vontade. não deixo de ecoar um desprezo pelo suposto nível civilizatório inferior que isso indica a alguém cujo convite “vamos nos encontrar lá no café” é um exemplo de “pura ideologia”.

postado em 9 de janeiro de 2018, categoria comentários, crônicas : , , , , , , , , , , , , ,

deus e seus referentes

o problema da palavra deus é que, devido às diversas histórias de multiplicidade desta (por exemplo: antes haviam inúmeros deuses; zeus foi se tornando onipotente; enfim tornou-se onipresente/abstrato – ou então, há um único deus e verdadeiro deus, é “o senhor”, é “allah”, é “jeová”), nunca-se sabe o que a pessoa que a pronuncia tem em mente. ela pode ter em mente “diabo”, por exemplo, ou “monstro do espaguete voador”. que diabo possa ser um deus, o satanismo o prova. quanto aos anglo-saxões, me pergunto o quanto não acabam tendo em mente “cachorro”, por um engano de grafia mental. msm: mental-spelling-mistake. os deuses do egito que o digam.

Captura de Tela 2016-05-14 às 11.55.33


postado em 14 de maio de 2016, categoria aforismos, comentários : , , , , , , , , , , , ,

fatalismo brasileiro

1. é foda, ninguém respeita as leis, deveriam criar uma lei que nos obrigasse respeitarmos as leis.

2. a situação tá ruim, a política, corrupção, mas também, eta povo mal educado, gente que rouba, gente vândalos.

3. congestionamento porra ninguém ajuda, essa merda, eu fecho o cruzamento mesmo, caralho.

4. criticam, metem o pau, que falta de cordialidade, só porque fiz merda esqueci chutei o balde generalizei mesmo.


postado em 19 de dezembro de 2015, categoria crônicas : , , , , , , ,

frases do mês, setembro-outubro

1. ô povo, cade a cordialidade? aqui não é o brasil?

2. o cansaço é o irmão do desânimo. o ânimo é o amigo da alegria.

3. o fato de eu ser um homem teoricamente da prática, não me faz um homem da prática.

 


postado em 20 de novembro de 2014, categoria aforismos : , , , , , , ,

o brasil não chega às oitavas

novo álbum/performance minha, especial para a copa do mundo, pode ser baixado aqui.

???????????????????????????????

#obrasilnãochegaàsoitavas encarte 2


postado em 12 de junho de 2014, categoria música, performances : , , , , , , , ,

reconhecimento de padrões: brasil

Em Reconhecimento de Padrões, de William Gibson, Parkaboy manda um e-mail para CayceP (p.107, Aleph, 2011).

(…) Sabia que o Papa é um fã do filme? Bom, talvez não o Papa, mas tem alguém no Vaticano que está exibindo os segmentos. Acontece que lá no Brasil, onde as pessoas não fazem muita distinção entre TV, Internet e outras coisas, existe uma espécie de culto ao filme. Ou não exatamente um culto, mas um desejo de queimá-lo, já que aquele pessoal analfabeto mas que consome vídeo em quantidades industriais acredita que o nosso autor é o Diabo em pessoa. Muito estranho, e aparentemente foi emitida uma declaração, para esses brasileiros, de Roma, dizendo que cabe ao Vaticano e ninguém mais dizer quais trabalhos são os trabalhos de Satã, que a questão do filme está sendo examinada, e nesse meio-tempo não mexam com a franquia. (…)


postado em 18 de janeiro de 2014, categoria excertos : , , , , , ,

comemorando o 7 de setembro: da ordem do discurso

aliás, que seja dito que “você é culpado até que prove sua inocência” é um dos bordões que mais representam o pensamento institucional no brasil hodierno.


postado em 8 de setembro de 2013, categoria comentários : , , , , , , , , ,

independência ou

seria preciso comemorar em grande estilo o tal do sete de onze de setembro. o dia da. seria preciso lembrar da constituição do estado, das forças de uniformização, de instituição da ordem, da garantia, do modo de vida, de sua estrutura de seus valores…

ou ao menos, que seja possível celebrar, entre os mais jovens, o dia da abolição futura.

  1. olho sangrando; a policía que reprime na avenida paulista; mulher e pm lutando; prisão de jornalista; banho de spray.
  2. capitão do choque; praça do derby; praça da liberdadeatropelamento em são paulo.

postado em , categoria comentários : , , , , , , ,

carnaval #1

carnaval: tem isso no brasil, é? eu acho que não. não que eu saiba. eu nunca vi.

samba: não sei o que é. nego conhecer. coisa de bárbaros ou gringos. não é da minha terra.


postado em 18 de fevereiro de 2012, categoria Uncategorized : , ,